Consulta Nacional aos Bancários está aberta para que trabalhadores apontem as prioridades da Campanha Nacional
Participação é essencial para construir as reivindicações da categoria

Está aberta a Consulta Nacional aos Bancários! A iniciativa, que contempla todos os bancários e bancárias, mesmo que não sejam sindicalizados, permite que os trabalhadores respondam ao questionário e apontem quais devem ser, em sua opinião, as prioridades da campanha no que se refere à remuneração, questões sociais, saúde e condições de trabalho entre outros pontos.

Neste ano, a novidade da consulta é uma pergunta para avaliar o endividamento e a inadimplência da categoria. 

“Os dados apontam que, no encerramento de 2023, 77,8% das famílias possuíam dívidas e 29,5% possuíam dívidas em atraso. Queremos apurar o cenário na categoria bancária, para tentar encontrar solução para o problema”, explicou a presidenta da Contraf-CUT, Juvandia Moreira.

O secretário de Finanças do Seeb Santa Maria e Região, Marcio Kolinski, destaca a importância da participação de bancários e bancárias neste processo. 

“É por meio da Consulta Nacional dos Bancários que tiramos as diretrizes para a Campanha Salarial. Quando a pesquisa encerrar vamos saber quais os principais anseios dos colegas bancários e com base nisso iniciaremos a construção da Minuta de Reivindicações. Este documento (Minuta) será entregue aos bancos para que se dê a negociação. Portanto quanto mais bancários participarem maior será o embasamento para que iniciemos a luta em consonância com o que os colegas mais desejam de melhorias”, disse.

Para responder a consulta, basta acessar o link https://consultabancarios2024.votabem.com.br/

Minuta de reivindicações

As respostas da consulta se somarão às resoluções das conferências estaduais e regionais, além daquelas definidas nos encontros nacionais específicos dos trabalhadores de bancos públicos e de bancos privados, para serem debatidas na Conferência Nacional dos Bancários, que será realizada nos dias 7 a 9 de junho e terá como principal tarefa a definição da pauta de reivindicações da categoria.

Logo após ser aprovada em assembleias a serem realizadas por sindicatos de bancários de todo o país, a minuta será entregue à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) para dar início às negociações da Campanha Nacional. O objetivo é renovar a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria e os Acordos Coletivos de Trabalho (ACTs) específicos dos bancos, uma vez que as vigências dos mesmos se encerram no dia 31 de agosto. A data-base da categoria é 1º de setembro.

 

*Com informações da Contraf-CUT



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 3 =