Após pressão, Banrisul prorroga por 30 dias prazo de adesão ao novo PCFS

Em resposta à reivindicação do Comando Nacional dos Banrisulenses, na manhã desta quarta-feira (19), o Banrisul divulgou normativa prorrogando o prazo para adesão ao Plano de Cargos, Funções e Salários (PCFS) até o dia 19 de maio. Ou seja, os banrisulenses terão mais 30 dias para analisarem a proposta do Banco e decidirem se concordam ou não com a migração para o novo plano.

Na circular, o Banco informou estar “prezando sempre pelas oportunidades de esclarecimento de dúvidas, compartilhamento de informações e plena compreensão dos conceitos do novo plano, tanto por parte dos empregados quanto da representação sindical.” Este comunicado foi transmitido cerca de uma semana após o encaminhamento de ofício do SindBancários e Fetrafi-RS ao Banrisul solicitando a suspensão do prazo.

Para os representantes dos trabalhadores, o PCFS, que foi construído por uma consultoria externa e sem discussão com o movimento sindical, não é vantajoso para os empregados do Banrisul, pois apresenta uma série de retrocessos nos direitos já conquistados. “O Banrisul divulgou a prorrogação falando em plena compreensão do plano. Não há falta de compreensão da nossa parte. Entendemos muito bem que o plano tem lacunas, supressões de direitos e injustiças. Esperamos que nesses 30 dias, o Banrisul finalmente escute o Banrisul e acate ajustes que tornem esse plano plausível, pois do jeito que está, ele não é”, afirma o presidente do SindBancários Porto Alegre e Região, Luciano Fetzner.

“A configuração do Plano, onde o colega assina o termo de adesão abrindo mão do regulamento de pessoal prejudica tanto os colegas como coloca incerto o futuro do banco”, diz a diretora do SindBancários e banrisulense Silvia Chaves.

E agora, quais são os próximos passos?
O diretor da Fetrafi-RS e membro do Comando dos Banrisulenses, Sergio Hoff, afirma que o objetivo para os próximos dias é abrir uma mesa de debate com o banco para construir caminhos que tornem o novo PCFS mais claro e transparente.

Fonte: Sindbancários/Poa e Fetrafi/RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 16 =