Santander, queremos negociar o teletrabalho!

Entidades representativas dos trabalhadores bancários enviaram na quarta-feira (21), uma carta à área de Relações Sindicais do Santander, subscrita também pela Fetrafi-RS e seus sindicatos filiados, reivindicando a abertura de negociações sobre teletrabalho.
“O Banco Santander implementou o teletrabalho há pelo menos um ano, através de Acordo Individual com os trabalhadores. Tal acordo resultou em prejuízos aos trabalhadores, como por exemplo, a ausência da marcação de ponto eletrônico, o que tem gerado acúmulo de horas a compensar” diz a carta enviada ao Santander.
“Tal fato representa insegurança jurídica para o Santander e perda de direito para os trabalhadores, que precisam controlar individualmente sua jornada”, justificam as entidades na carta.
“A exemplo do que vem ocorrendo com outros bancos, reivindicamos abertura de negociação coletiva sobre este tema, a fim de celebrarmos um acordo que garanta os direitos dos trabalhadores e maior segurança jurídica para o Santander”, acrescenta o texto.
Também assinam a carta a Contraf-CUT, a Fetec-CUT/SP, a Feeb-SP-MS, a Feeb BA-SE, a Afubesp, demais federações e sindicatos de bancários filiados à CUT.
“Até o momento o banco Santander não concordou em negociar o teletrabalho com o Sindicato. Fez acordo unilateral direto com seus trabalhadores sem ajuda de custo. Não sabemos como é o controle de ponto eletrônico. Estamos conversando com o banco para construirmos um ACT resguardando os trabalhadores e também como respaldo jurídico para o banco”, explicou o secretário executivo do SindBancários e funcionário do Santander, Luiz Cassemiro, que representa a Fetrafi-RS na Comissão de Empregados do Banco.
Fonte: SindBancários POA e Região, com edição da Fetrafi-RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 3 =