Fetrafi-RS e sindicatos cobram esclarecimentos sobre negociação da Banrisul Cartões

Nesta quinta-feira, 12 de agosto, a Fetrafi-RS, representando seus sindicatos filiados, e o SindBancários Porto Alegre e Região encaminharam ofício ao presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho, solicitando esclarecimentos a respeito do Fato Relevante publicado em 14 de junho abrindo o capital da Banrisul Cartões.
Para as entidades sindicais, o Fato Relevante divulgado pressupõe a mudança na estrutura do Banco para uma parcela dos empregados representados pelas entidades sindicais. Veja o que diz a correspondência:
“Ao cumprimentar Vossa Senhoria a diretoria da Federação dos Trabalhadores/as em Instituições Financeiras – Fetrafi/RS e o Sindicato dos Bancários de Porto Alegre e Região, solicitam com urgência informação complementar aos termos do Fato Relevante publicado no dia 14/07/2021, que aparentemente pode mudar a estrutura do empregador de uma parcela dos representados pelas entidades sindicais com base no inc. III do art. 8º da Constituição Federal.
Tendo em vista a importância econômica do segmento cartões nos fins do conglomerado Banrisul, é inequívoco que o objeto do Fato Relevante interessa ao conjunto dos trabalhadores(as) do Banrisul e não apenas aqueles diretamente vinculados aos negócios com a Banrisul Cartões, por isso a Fetrafi/RS solicita mais informações sobre o seguinte excerto do noticiado:
‘….poderá envolver a alienação de ações de emissão da Banrisul Cartões, inclusive representativas do seu controle acionário, e poderá ser realizada por meio de aumento de capital a ser subscrito por terceiros, alienação primária de ações de emissão do Banrisul Cartões, operações de fusão, cisão, incorporação, incorporação de ações, combinação de negócios, joint ventures, alienação de ativos.’
A dúvida consiste exatamente no que sugere a nota, podendo interpretar-se que a Banrisul Cartões poderá ser plenamente incorporada por empresa terceira. É isso? A Banrisul Cartões poderá ser entregue a outra Instituição Financeira?
Assim, esperando a compreensão de Vossa Senhoria quanto ao objetivo da presente notificação, solicita uma urgente resposta no prazo máximo de cinco dias.”

Fonte: Fetrafi/RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − nove =