Bancários da região aprovam em assembleia as minutas da Campanha Salarial 2024
Aprovação contou com 99,35% dos votos favoráveis

Na segunda-feira (17), o Sindicato dos Bancários de Santa Maria e Região aprovou os pontos da pauta da Assembleia Geral Extraordinária.

Com 99,35% favoráveis, os bancários votaram pela autorização para que a diretoria do Sindicato negocie e celebre as convenções coletivas e pela aprovação da minuta de pré-acordo de negociação e minuta da Pauta de Reivindicações da categoria bancária.

No total foram 154 votos, sendo 153 favoráveis e uma abstenção. Até o momento, todos os Sindicatos do Rio Grande do Sul aprovaram a minuta.

Após a aprovação da minuta nas bases, será dado início às negociações da Campanha Nacional com a Federação Nacional do Bancos (Fenaban), para a renovação da CCT e dos ACTs por bancos. 

 

Plenária Virtual

Na noite de quinta-feira (13), ocorreu a Plenária Virtual para esclarecimentos dos principais pontos de reivindicações da Campanha Nacional dos Bancários – 2024. Na ocasião, os bancários puderam tirar dúvidas e debater sobre a proposta, além de se prepararem para a votação na Assembléia Geral Extraordinária.

Durante a sua explanação, a diretora executiva da Fetrafi-RS e conselheira executiva da Cassi, Cristiana Garbinatto, salientou dois pontos da minuta de reivindicações da Campanha Nacional 2024, sendo eles: valorização do piso salarial e reajuste com aumento real de 5% (inflação + 5%).

“Nosso outro foco é a questão que mais ataca e adoece os bancários que são as metas. Nós temos todo um capítulo falando que as metas devem ser coletivas. Não pode ter cobrança e meta individual. Existe toda uma discussão em cima dessa questão de metas e de manutenção da nossa saúde mental“, acrescenta.

 

Quanto à minuta do Banco do Brasil, Cristiana apresenta a questão do custeio da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi), que já vem apresentando déficit operacional, além do pagamento do banco das despesas por doenças ocupacionais, patrocínio de medicamentos de uso contínuo e melhorias no atendimento médico prioritário.

A diretora da APCEF-RS, conselheira da FETRAFI-RS e presidenta da ANACEF, Michele Venzo, falou sobre o Saúde Caixa, onde anteriormente foi assinado um acordo por dois anos e que, em tese, a Caixa não precisaria negociar pautas neste ano, já que o acordo está fechado até 2025.

“Entre o que foi solicitado na mesa de negociação, foi se houvesse alguma mudança na legislação e permitisse que nós negociássemos melhor, que a caixa voltaria para a mesa mesmo antes do prazo final do acordo. A gente sabe que houve um aumento muito alto das mensalidades, então nessa minuta foram incluídos alguns pontos relevantes”, explica.

Michele acrescenta que um dos pontos é a garantia do Saúde Caixa aos funcionários admitidos após 2018 durante a aposentadoria, já que, no momento, apenas os admitidos anteriormente a essa data têm direito ao plano após aposentados. Outro ponto é o teto de gastos de 6,5% do banco com o Saúde Caixa, que limita a margem de negociação, tendo em vista que  ao longo dos anos o custo para os empregados tem aumentado.”

 

Veja os eixos da pauta de reivindicações aprovada na 26ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro:

• Aumento real de 5% (inflação + 5%), PLR maior e ampliação de direitos
• Fim do assédio e dos instrumentos adoecedores na cobrança de metas
• Representação de todos os trabalhadores do ramo financeiro
• Defesa dos empregos, considerando os avanços tecnológicos no trabalho bancário
• Redução da taxa de juros para induzir o crescimento econômico e geração de emprego e renda
• Reforma tributária: tributar os super ricos e ampliar a isenção do IR na PLR
• Fortalecimento das entidades sindicais e da negociação coletiva
• Ampliação da sindicalização
• Fortalecimento do debate sobre a importância das eleições de 2024 para a classe trabalhadora na defesa de seus direitos e da democracia: eleger candidatos e candidatas que tenham compromisso com as pautas dos trabalhadores



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − oito =