Ainda sobre a gripe (Mas não se preocupem, não é tragédia, odeio tragédias)

Quando tinha mais ou  menos 03(três) anos de idade, tive uma gripe  com direito a febre e tudo (acho que foi a primeira) e minha mãe fez um chá de folhas de laranjeira, que tomei com um ou dois comprimidos de melhoral ou fontol infantil (que me contou o fato foi a minha mãe, eu não lembro, naturalmente).
Minha mãe, por não estar certa se o tratamento faria efeito, resolveu procurar o pediatra que me tratava e deixou-me aos cuidados de uma amiga (naquela época, os pais podiam sair tranquilos e deixar os filhos aos cuidados dos amigos, sem nenhum problema e não querem que eu me lembre do passado).
Quando o médico chegou (naquela época, os médicos iam nas residências), eu estava brincando, feliz da vida. Assim mesmo, os médico me examinou (naquela época, os médicos examinavam os pacientes) e constatou que estava muito bem e disse que minha mãe tinha procedido corretamente, medicando-me com chá e um comprimido infantil e deixando-me em casa, ao invés de levar-me ao consultório médico, no estado em que me encontrava ( as mães de agora, procedem dessa maneira. Pobres crianças). O médico foi embora e não cobrou nada ( naquela época, os médicos não cobravam).
Pode parecer besteira escrever sobre o que acontecia naquela época, afinal de contas, passado é passado, não volta mais. Porém, na minha insignificante opinião, esquecer o passado é correr o risco de cometer os mesmos erros e, numa época, como essa, em que a mídia avassala as mentes das pessoas com doenças, deixando-as quase em estado de paranóia, acho que, recordar que antigamente curava-se gripe com chás de folha de laranjeira, ou de bergamoteira, ou de limeira, com algum comprimido próprio de gripe (e barato), não faz mal algum. Se isso acontecesse, os postos de saúde e os hospitais não ficariam abarrotados com esse tipo de problema de saúde, havendo lugar para os casos mais complicados.
E, só para lembrar, a quem interessar: não se esqueçam que, por trás de uma grande propaganda sobre problemas de saúde, há uma grande indústria farmacêutica manipulando, que precisa urgentemente se desfazer de seus remédios e, para isso, precisa de cobaias, que somos nós. E também há a fábrica que confecciona as máscaras protetoras. Cruel? Não, real!!!.

Entonces, não se estressem quando estiverem gripados, porque nem tudo o que se ouve ou se vê, é real. Certo? Ou não?

P.S.: A quem interessar: gostaria de esclarecer que sei que nos dias atuais, tempo e espaço são raros; que quando existe um não existe o outro, ou não existe ambos. Não estou sugerindo que comecem a plantar laranjeiras, ou bergamoteiras, ou limeiras, o que não seria má idéia, pois a natureza ficaria feliz. Apenas citei o que acontecia em outros tempos, é que para casos comuns, simples, a solução é comum , simples. É só isso. OK? Tchau!
Regina Pedroso Calderan, bancária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − dezessete =